Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 8 de março de 2014

"Ela eh baixinha, ele grandão. Ela era toda meiga, ele as vezes era um “ogro”. Ela era sensível, ele era durão. Ela era romântica, ele era orgulhoso. Mas um completava o outro, e de qualquer forma eles se amavam de qualquer jeito."

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014









É engraçado ler meus textos, eu tinha um coração tão ingênuo, tão bonito. Mas agora ta tudo tão vazio, não tenho mais vontade de pedir ou dar carinho. Não tenho vontade nem de conhecer alguém.
— Tati Bernardi

Desejo meu...

Eu queria poder viver sem essa necessidade de ti. Sem essa vontade de ter você por perto a todo momento. Meu corpo pede pelo seu. Eu queria que você sentisse a mesma necessidade que eu sinto por você. 

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

no teu corpo....





Esqueci minha boca no teu corpo
pensei que isso te faria meu

usei de artifícios, gastei meus truques
depois, quem escapou fui eu

não pense que eu não desejei
não diga que eu não quis
é só que eu me assustei
ao me ver tão feliz


colei os meus olhos no teu mundo
guardei cada passo teu
mas eu, julieta, presa nesse pacto
você, o meu romeu

entenda esse lado bom
nem tudo é aflição
ficamos com o sonho
ao invés da punição

não pense que eu não desejei
não diga que eu não quis

é só que eu me apavorei
ao me ver tão feliz



[Agridoce]








A porta está fechada, não adianta bater. E foi tão bom constatar que não me atinge mais. Não me entristece, não me aborrece, não me tira o sono. Passa por mim. Mas, não me atravessa. Foi-se o tempo. E foi-se o tempo faz tempo.
— Tati Bernardi








Mas ela é diferente, cara. Há quem diga que ela é leve como uma flor e explosiva como uma granada.
— Florejeiras

sábado, 27 de abril de 2013